Galeria de Fotos: Erro nas Anilhas

Erro nas Anilhas

Entre a amputação e o salvamento!

 

As anilhas podem dar problemas em vários casos, por exemplo: erro no diâmetro da anilha a quando da anilhagem da ave jovem, inflamação das escamas pernas e dedos, picada de mosquito e fracturas de dedos e unhas, motivos que podem levar a amputação dos membros inferiores.

Este é um canário Gloster

Podemos ver que à algo de anormal com a perna e pata deste canário, segundo a ave estava a maior parte do tempo sem se mover no mesmo poleiro e andava com a pata encolhida a maior parte do tempo.

Aqui está um caso típico de escamas secas e posterior inflamação, como se pode ver nas fotografias, poderia evitar esta situação da seguinte forma, proporcionar-lhe banho com umas gotas de Bettadine na água do banho, utilizar óleo ou pomada com base de gordura.

Como se pode ver, há uma grande diferença entre as duas partes da pata (perna e "pé") a ave deve estar já com dores, "furmigeiros"nos dedos, com este nível de inchaço deveria andar com a pata encolhida, evitando choques com o poleiro e outras partes da gaiola, passava muito do seu tempo a picar a anilha que deveria incomodar muito.

A primeira coisa que se deve fazer, levar a ave a um veterinário o mais rápido possível, será o local ideal para que seja feita a remoção da anilha e sejam feitos os tratamentos indicado, a maior parte das pessoas não o fazem porque o valor que vão pagar pela consulta, tratamentos em muito casos ficam 2 ou 3 vezes o valor da aves, claro que gosta dos animais não se importa de pagar, fique o bichinho curado.

A utilizam de um alicate próprio de corte de anilhas pode ajudar mas, nem todos os criadores o têm, último recurso, um corta unhas dos grandes (adequados a quase todas as medidas de anilhas) pode ajudar; muita atenção à força que fazemos, a perna do canários tem ossos muitos finos, deve pedir ajuda a outra pessoa.

Se não souber como se faz, não invente, procure alguém que tenha conhecimento e experiência, não coloque a vida das aves em risco por mera curiosidade.

Depois da anilha cortada e a pressão aliviada, podemos fazer duas coisas, deixar a anilha ligeiramente aberta na perna e locar um pouco de pomada, esta vai amolecer as escamas que depois voltam ao normal e facilita a remoção da anilha, depois de alguns banhos poderemos até sair por si ou então a sua remoção será mais fácil.

Nos casos em que a anilha já esta “enterrada” com a carne (por causa do inchaço) devemos retirar a anilha mesmo que para isso haja algum sangue e risco, MUITO IMPORTANTE no retirar a anilha, o alumínio fica com pontas muito cortantes (como laminas), atenção para não se cortar a veia que fica exposta, o seu corte provocaria danos irrecuperáveis, podendo mesmo levar à morte da ave por falta de sangue, pois essa é a veia principal que leva todo o sangue à pata e aos dedos.

Depois da anilha removida.

A ave esta deve ficar numa gaiola sem grades no fundo, sem areia ou outro tipo de absorvente, basta uma folha de jornal, deve ficar só e com um poleiro, a comida deve estar num comedouro aberto no chão mas, mantenha os comedouros normais, isto é valido também para a águas.

A ave passar por um trauma violento e muito stress, aconselho a colocar algumas gotas de vinagre de “Sidra” na água de beber nos três primeiro dias depois, deve dar um multivitamínico para ajudar a recuperar a ave, a pata deve ser vigiada e se for possível lime e desinfete a ferida, colocar uma pomada com sulfamidas para ajudar a cicatrização da mesma. Vai levar mais de um mês para a aves se recupere.